Literária

Dísticos

O poema Dísticos de Antônio Brasileiro tem tudo a ver com o Conciliação. Ela Fala do duplo  e nos mostra isso desde sua estrutura, que é composta por estrofes de dois versos (dísticos). O poema lembra que sempre há, pelo menos, dois lados; ressalta os contrastes e contrariedades… tudo isso sem negar a integração, porque “Ao cabo somos nós mesmos / inventando as soluções”. Quer dizer, no final, somos nós que temos a tarefa de encontrar o caminho, costurar a vida! Somos nós que temos que empreender a síntese, construir a harmonia!

DÍSTICOS

Há os silêncios ocultos
E o não ter o que fazer.

Há o vulto dos passados
e a consciência calhorda.

A corda para enforcar
sustém os sinos da igreja.

Não há consertar o mundo:
o mundo é um desconcerto.

Há as tuas e as minhas raivas
e os meus e os teus perdões.

Ao cabo somos nós mesmos
inventando as soluções.
Antônio Brasileiro
(Antonio Brasileiro, in: Longes Terras)

* retirado do boletim eletrônico Poesia.net, edição n. 351, ano 14.
http://www.algumapoesia.com.br/poesia3/poesianet351.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s