Homilética

“Há poder no amor” (Sermão de Michael Curry no casamento real)

No dia 19 de maio de 2018, casaram-se o príncipe Harry com a atriz norte-americana Meghan Markle. Essa união, por si só, já era marcada por uma mudança impressionante na tradição da família real britânica. Primeiramente, Meghan era uma mulher separada de um primeiro marido; segundo, ela é uma afro-americana. Vejamos só, um integrante da… Continuar lendo “Há poder no amor” (Sermão de Michael Curry no casamento real)

Teológica

Anglicanismo e negritude no Brasil

No último Sínodo da IEAB, foi aprovada a indicação da Revda. Lilian Conceição (DAR) para que a Igreja adotasse as questões étnico-raciais como prioridade nos próximos anos, em atenção à Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024), estabelecida pela ONU. Em 2018, publiquei aqui ANGLICANAFRO, que foi uma primeira palavra minha sobre a questão étnico-racial na Igreja Episcopal… Continuar lendo Anglicanismo e negritude no Brasil

Histórica

Cidadãos de outra pátria: anglicanos e batistas na Bahia

O livro da Profa. Dra. Elizete da Silva (UEFS), intitulado “Cidadãos de outra pátria: anglicanos e batista na Bahia”, fruto de sua tese de doutorado na USP, aborda o protestantismo na Bahia oitocentista, focando sobretudo anglicanos e batistas. Trazemos aqui a Introdução do livro Cidadãos de outra pátria, publicado pela Sagga Editora, para motivar a… Continuar lendo Cidadãos de outra pátria: anglicanos e batistas na Bahia

Teológica

Por que negra? Uma defesa da teologia negra

POR QUE NEGRA? Uma defesa da teologia negra, é um artigo  do livro “Deus não é cristão e outras provocações”, de autoria de Desmond Tutu, Arcebispo emérito da Igreja Anglicana da África do Sul e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, em 1984, por seu empenho na luta contra o Apartheid, ao lado de Nelson Mandela,… Continuar lendo Por que negra? Uma defesa da teologia negra

Teológica

Muitas faces, muitos jeitos, um só Cristo

Nos dias 12 a 15 de julho de 2018, a Diocese Anglicana do Recife realizou o seu 33º Concílio Diocesano, no qual foi aprovado o matrimônio igualitário na esfera diocesana, em consonância com a modificação canônica ocorrida no 34º Sínodo da IEAB, ocorrido entre o final de maio e o início de junho. Na ocasião… Continuar lendo Muitas faces, muitos jeitos, um só Cristo